Evento de encerramento Muuvit 2015

Postcard dscf2630

Alimentação saudável, voleibol, esportes radicais, cultura de paz e estrangeira. Foi isso que as mais de 650 crianças presentes no Portal do Futuro do Bairro Novo, em Curitiba, praticaram e aprenderam no dia 9 de dezembro, durante o festival de encerramento das atividades do Muuvit no ano de 2015. Além dos professores das sete instituições que fizeram uso da plataforma no bairro, também compareceram ao evento o Secretário de Esportes, Lazer e Juventude, Aluísio Dutra, a Secretária de Educação, Roberlayne Roballo, o gerente executivo do Instituto Compartilhar, Luiz Fernando Nascimento – o Nando –, o coordenador do Muuvit no Brasil e gestor de conhecimento do Compartilhar, Maxwill Braga – o Max –, a estagiária da plataforma online Thamy Soavisky e representantes do Compartilhar e do Núcleo Bairro Novo.

O evento foi realizado em dois períodos, manhã e tarde. A abertura do evento contou com um discurso dos representantes da Prefeitura de Curitiba que estavam presentes. Segundo Aluísio, a plataforma educacional tem grande influência na transformação do estilo de vida de quem participa: “o Muuvit é um programa muito bacana, ele incentiva a criançada a ter hábitos de vida mais saudável de maneira lúdica e divertida. Fico muito feliz de presenciar de perto a prosperidade da plataforma dentro da estrutura educacional de Curitiba”. Após a abertura, Max fez um pequeno aquecimento com as crianças, as separou em cinco grupos, cada um com uma pulseira colorida, e as direcionou para as áreas disponíveis no local.

Havia cinco estações com atividades para a garotada, sendo que elas se revezavam de tempo em tempo para que todo mundo pudesse aproveitar um pouco de cada, sendo: cultura de paz, minivôlei, alimentação saudável, esportes radicais e conhecimentos sobre a Finlândia. As oficinas de cultura de paz e da Finlândia contaram com a presença de duas intercambistas da Europa, Birgitte Tiller da Noruega e a Emmi Jelekäinen da Finlândia. Na atividade de cultura de paz as crianças puderam praticar exercícios relaxantes, como alongamentos e yoga. Enquanto na área da Finlândia os participantes aprenderam um pouco sobre o país de origem do Muuvit, tirando suas dúvidas com a finlandesa Emmi.

Na parte de esportes radicais, a criançada se divertiu muito com a cama elástica e com o slackline. Já na oficina de alimentação saudável,aprenderam bastante com o pessoal da unidade móvel de segurança alimentar. Com um jogo de tabuleiro, os participantes responderam perguntas sobre o tema para chegar ao final do trajeto. Segundo a professora Caroline Alves, da Escola Municipal Colombo, o Muuvit incentiva as crianças a saírem do sofá, já que para viajarem virtualmente pela plataforma eles precisam somar pontos realizando atividades físicas. “Percebi que meus alunos gostavam muito de conhecer novas culturas pelo Muuvit. A busca pelos pontos fez com que eles trabalhassem em equipe e praticassem atividades mais saudáveis”, comenta a professora.

O Instituto Compartilhar também marcou presença nas atividades com uma equipe que organizou três quadras de minivôlei e diversas brincadeiras com bola para a criançada aprender um pouco sobre voleibol. Max acredita que a participação do Compartilhar no evento foi muito positiva, devido a proximidade dos princípios da instituição com os da plataforma: “a oficina de minivôlei foi uma das mais bem sucedidas, as crianças estavam sempre se movimentando devido a Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol”. A aluna da Escola Municipal Professora Carmen Salomão Teixeira, Stefani Chagas, de 13 anos, contou que o minivôlei foi sua atividade preferida: “gostei mais do voleibol porque a gente não parou um minuto, aprendi a tocar, a sacar e ainda pude jogar com os meus colegas”.

Max acredita que o evento foi muito importante para reforçar os princípios do Muuvit dentro das escolas: “tanto os alunos quanto os professores puderam ter uma noção maior da abrangência da aplicação da plataforma”. O coordenador acredita que as cinco estações disponíveis no evento mostraram para os professores e para as crianças como harmonizar estes princípios. Max também aproveitou a oportunidade para falar um pouco sobre os planos do Muuvit para 2016. “O sucesso do evento nos mostrou que também é possível realizar este tipo de encontro nas outras regionais que participam da plataforma de maneira simultânea”, concluiu.